Full Banner

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Após câmera flagrar pedido de propina, prefeito não aparece para trabalhar

O prefeito de Monte Castelo, no interior de São Paulo, suspeito de exigir propina na execução de uma obra pública, não apareceu na prefeitura nesta quarta-feira (4).



Nas cenas, o prefeito recebe dinheiro do empresário Edmar Gomes Ribeiro, que constrói a creche. Segundo o construtor, o prefeito exigiu um pagamento de R$ 8 mil.


Após receber apenas R$ 4 mil, o prefeito reclama e exige mais dinheiro. Mesmo após ter sido avisado sobre as imagens, o prefeito negou que estivesse cobrando propina.

Nesta quarta, no entanto, ele não foi mais encontrado para falar sobre o assunto.


A obra da creche, orçada em R$ 1 milhão, é financiada pelo governo federal. Mas os recursos são administrados pela prefeitura. Segundo o construtor, mesmo sabendo que o prédio será ocupado por crianças, o engenheiro responsável pela prefeitura o orientou a reduzir a qualidade e a quantidade dos materiais usados.

O engenheiro não quis comentar as acusações. O presidente da Câmara Municipal, Edson Carlos Oliveira da Silva, visitou a obra pela manhã. "Eu tenho certeza de que nós não vamos decepcionar ninguém. A gente tem que trabalhar de acordo com o que tem que ser feito." Os vereadores deverão se reunir para decidir que medida tomar em relação ao caso.
Em imagens de uma câmera escondida, Odair Síllis (PMDB) aparece recebendo propina para liberar dinheiro para a construção de uma creche. Moradores da cidade ficaram revoltados e com vergonha da situação.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog