Full Banner

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

O PODER DE MANDO

Começaram a discutir na cidade a questão do número de vereadores na Câmara Municipal de Itumbiara. Muitos, de olho em um lugar na "casa do povo", exigem que tenhamos 17 cadeiras. Outros, insistem para mantermos o número. Outros, tentando conciliar, propõem um número intermediário, 13 ou 14, por exemplo, e temos quem pense que uma câmara com o péssimo desempenho da que aí está, é muito caro para a sociedade não precisando mais de 5 cadeiras nesse caso.

O prefeito se pronunciou: entende que é mais econômico para a cidade manter o número, e ja botou sua tropa de choque em ação, dominar 17 significaria um risco muito grande para a governança futura e seus interesses, sob o falso argumento que o aumento de cadeiras no legislativo eleva os gastos e não há necessidade para a cidade, que, para seu seus olhos (um tanto quanto diferentes dos que vivem nos bairros mais afastados da cidade), vai muito bem.

É preciso ficar claro que os recursos repassados  ao legislativo sempre foram para cobrir suas despesas e está previsto na Constituiçao Federal em seu
 "Art.  29-A. Portanto dentro da lei, não aumentará em nada as despesas.


Quem, de boa fé, ainda apóia que Itumbiara tenha 17 vereadores diz que teríamos uma atuação mais efetiva dos nossos representantes, que, em maior número, poderiam fazer muito mais, sem dizer que o cenário de 10 cadeiras em uma disputa tende cada vez mais ser determinado pelo alto poder ecônomico, como ja temos visto em campanhas anteriores com sério risco de aumentar e muito tal prática, ou seja somente o candidato rico será eleito, o que fere o principio democrático.



Temos certeza se o número atual de legisladores é  suficiente?. O que vemos, é que os dez que aí estão pouco ou nada fazem. Quantas vezes os vereadores se reúnem com os representantes de bairro na cidade? Em quantas reuniões de sindicatos estão presentes? Quantas irregularidades investigaram durante esses últimos anos? Quantas vezes cobraram explicações do prefeito e seus secretários? Quantas audiências públicas para discutir os diversos problemas da sociedade foram realizadas?



Arquivo do blog