Full Banner

sexta-feira, 4 de maio de 2012

RESPONDER TAMBÉM NÃO OFENDE


Denúncia minha?
O jornal Folha de Notícias do dia três de maio publicou uma nota afirmando que eu estaria “batendo”, nas redes sociais, no prefeito José Gomes com relação a um possível contrato feito, sem licitação, pela prefeitura de Itumbiara. Na verdade, hora nenhuma afirmei que o prefeito firmou contrato algum sem licitação, apenas republiquei uma matéria que saiu no jornal O Estado de Minas . Fato que foi, inclusive, notícia principal da Coluna Giro do Jornal O Popular do dia 03/05. Na Coluna o prefeito afirma que pedirá para a CPI mista no Congresso desconsiderar as gravações, quando, na realidade, acredito que ele deveria era pedir para ser investigado e, assim, provar sua inocência.

Responder também não ofende!
Com relação à nota publicada no Jornal Folha de Notícias do dia três de maio que o Vereador  José  Antonio me questiona a respeito do possível envolvimento do vereador de Goiânia, Elias Vaz, com o bicheiro Carlinhos Cachoeira, respondo que tanto a PF quanto o Conselho de Ética do Psol já estão investigando o caso e cabe a eles condenarem ou absolverem o vereador, que terá como todos amplo direito de defesa.  Acredito que todos os políticos, empresários, assessores, entre outros, que, comprovadamente, fazem parte do esquema gigantesco do bicheiro, devem ser rigorosamente punidos.

 Vejam o que o Folha de Noticias de hoje, 04/05, trouxe como matéria principal: um documento oficial que mostra que os veículos de comunicação comprometidos com a verdade publicaram de forma correta o diálogo entre o contraventor Carlos Cachoeira e Wladimir Garcez. A matéria publicada pelo Jornal O Estado de Minas pode ser lida dois post abaixo. Agora leia o documento e tire suas próprias conclusões. 

 Acesse o link e veja na integrade onde surge a distorção dos fatos .  http://www.folhadenoticias.com.br/inf/anterioes_ver.php?edicao_id=1209

2 comentários:

Anônimo disse...

A imprensa, por seu próprio dever de informação não deveria ficar defendendo políticos em seu órgão de informação.
Esse Folha de Notícias está seguindo a mesma linha da Revista Veja, ou seja, parece que suas matérias são compradas.
Se o nome do Zé Gomes apareceu nas gravações da PF feitas no caso Cachoeira, cabe ao órgão de imprensa simplesmente relatar a notícia e não agir como advogado de defesa do político que pode estar envolvido em esquema de fraude de licitação conforme consta nas degravações feitas pela Polícia Federal.
Não é a toa que esse jornaleco ganhou o apelido de Folha de Mentira.

o relatório

Anônimo disse...

Parabéns João maria, por sua coragem e determinação em seu espaço democrático de informação. Continue assim e não se deixe abater por esse tipo de imprensa comprada que vem atuando em Itumbiara

Arquivo do blog