Full Banner

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Polícia Rodoviária Federal prorroga inscrição

Polícia Rodoviária Federal prorroga inscrição
G1

Polícia Rodoviária Federal prorroga inscrição para 750 vagas
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prorrogou as inscrições para 750 vagas de policial rodoviário federal (veja aqui o edital).
O concurso será realizado pela Fundação de Apoio à Pesquisa, Ensino e Assistência à Escola de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro e ao Hospital Universitário Gaffrée e Guinle, da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Funrio).
Há vagas em todos os estados, com exceção de Mato Grosso e Pará, que foram contemplados no último concurso para 340 vagas, e do Acre. O maior número de vagas é para o Paraná (190). Para Goiás foram destinadas 8 vagas e para o Tocantins, 14.
A jornada de trabalho é em regime de escala de revezamento, com carga horária de 40 horas semanais. A remuneração inicial é de R$ 5.620,12 e o servidor terá direito a auxílio-alimentação no valor de R$ 161,99.
O candidato deve ter nível superior em qualquer área e carteira de habilitação categoria “B” ou superior.
O concurso público será composto de duas fases. A primeira fase será composta de quatro etapas: prova objetiva e redação, exame de capacidade física, avaliação psicológica, avaliação de saúde. A segunda fase será composta de curso de formação profissional.
As inscrições devem ser feitas exclusivamente pelo site www.funrio.org.br, até as 23h59 do dia 18 de setembro. O valor da taxa de inscrição será de R$ 100.
A prova objetiva, redação, exame de capacidade física, avaliação psicológica e avaliação de saúde serão realizadas na cidade escolhida pelo candidato. A redação será realizada juntamente com a prova objetiva, no dia 18 de outubro.
As provas serão realizadas nas capitais de Rio Branco, Maceió, Manaus, Macapá, Salvador, Fortaleza, Brasília, Vitória, Goiânia, São Luís, Belo Horizonte, Campo Grande, Cuiabá, Belém, João Pessoa, Recife, Teresina, Curitiba, Rio de Janeiro, Natal, Porto Velho, Boa Vista, Porto Alegre, Florianópolis, Aracaju, São Paulo e Palmas.
A investigação social e/ou funcional será realizada durante o andamento do concurso.
Os candidatos considerados aprovados serão classificados de acordo com o estado escolhido para trabalhar.
A participação no Curso de Formação Profissional implicará no compromisso do aluno em permanecer em efetivo exercício no cargo pretendido pelo período mínimo de dois anos, sob pena de pagamento de indenização das despesas expendidas pela União com a formação e preparação.
O prazo de validade do concurso será de um ano, podendo ser prorrogado pelo mesmo período, contado a partir da data de homologação do resultado final da primeira turma do curso de formação.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog