Full Banner

sábado, 16 de junho de 2012

AMARRIBO ELOGIA ATITUDE DOS PROMOTORES DE ITUMBIARA


Entidade Nacional de combate a corrupção se manifesta favorável e elogia atitude dos promotores de Itumbiara, em não aceitarem benefício do auxilio moradia oferecido pelo poder Público Municipal de Itumbiara e aprovado pelos vereadores.


Visão bem diferente da corporativa Asmego  ( Associação dos magistrados de Goiás) que defende o benefício e ainda ataca o Promotor de Justiça Reuder Cavalcante por combater a lei municipal 4.191/2012 que garante o imoral auxílio moradia aos Magistrados


A AMARRIBO BRASIL é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), sem fins lucrativos, que combate a corrupção, atua na promoção da cultura da probidade, na fiscalização de gastos públicos, na organização, educação e mobilização da sociedade civil, na defesa dos seus direitos constitucionais.

 Leiam:


AM/253/2012 Ribeirão Bonito, 11 de junho de 2012

Aos Srs Promotores do Município de Itumbiara-GO
A/C: Dr. Reuder Cavalcanti Motta

 A AMARRIBO BRASIL, vem por meio dessa, congratular-se com posicionamento ético, cidadão e cumpridor da Constituição Federal dos senhores Promotores do município de Itumbiara-GO, ao recusar benefício inconstitucional de projeto de Lei encaminhado pelo prefeito da cidade e aprovado pela Câmara Municipal legislando em favor de auxilio moradia para Promotores e Juízes moradores da cidade de Itumbiara-GO.

 Tal lei aprovada inconstitucionalmente, fere o direito de independência entre os Poderes, na medida em que, promove uma relação de serviço oferecido pela Prefeitura a quem deva fiscalizá-lo e julgá-lo por seus atos ( Promotores e Juízes).

Nesse sentido, lamentamos e repudiamos a iniciativa ilegal e imoral dos Poderes Executivo e Legislativo de Itumbiara, na aprovação de tal lei, com a tentativa de legalizar o imoral, com a compra de autoridades, disfarçada em projeto de lei e em auxílio-aluguel.

 Felizmente o ocorrido serve de exemplo pela conduta impar e digna de seus Promotores, em não só, recusarem o benefício, como também torná-lo publico e ainda, tomarem as devidas providências para que os danos aos cofres públicos, não se perpetuem. Que os senhores juízes sigam o exemplo dado pelos 14 Promotores de Itumbiara.

 Enfim, esperamos que, a população de Itumbiara esteja atenta para não mais eleger vereadores que deixam de fazer a sua função, de fiscalizar o Executivo e fazer leis que beneficiem a população, para aprovar projetos do Prefeito, que oneram cofres públicos, não beneficia o bem comum e fere a Constituição. 

Com nosso respeito e admiração,

                                                                                                 

Leo Roberto Galdino Torresan                 Henrique Moraes Ziller
Presidente Executivo                         Presidente




AMARRIBO BRASIL Instituto de Fiscalização e Controle

 


    

 

Nenhum comentário:

Arquivo do blog