Full Banner

sábado, 27 de março de 2010

16 DE MARÇO DIA DE LUTA PELO PISO NACIONAL DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO! ITUMBIARA NA LUTA.

Dia 16 de março de 2010 ficará como marco  da luta dos trabalhadores em educação aqui em Itumbiara, aqui é mais uma cidade  onde o executivo não  cumpre a lei ou seja  não paga  o piso salarial nacional de acordo com uma lei 11.738 / 08, embora tenha prometido em sua campanha eleitoral.
Adesão, essa foi a maior vitória nesse dia marcante para esses competentes profissionais.
João Maria, discursa em apoio ao Movimento dos Professores e Administrativos e pela justa reivindicação.
Profissionais unidos pelo mesmo ideal, um movimento encabeçado pelo SINTEGO  e apoiado por outros Sindicatos entre eles o STIUEG.
Depois da concentração e discurso na Praça da República foi a hora do movimento ganhar as ruas, com faixas, adesivos, carro de som, e palavras de ordem como:

"Você Não Sabe porque parei, fique sabendo que o nosso piso é lei". A manifestação ganhou a simpatia de populares por onde passava.
O encerramento ocorreu na porta do Paço Municipal, todos voltados para a Bandeira do Brasil, e o Hino Nacional puseram-se a cantar, foi de arrepiar e mais uma vez fica a lição de que é preciso lutar, é preciso REAGIR.
 
Força esses lutadores tem e isso foi demonstrado, é necessário estar mobilizado para continuar a luta até que o piso salarial nacional seja cumprido para professores e administrativos. Fica uma lição aos que desdenharam do poder de aglutinação da categoria. "Atenda as reivindicações da mesma sob pena do próximo movimento vir ainda mais forte e com maior disposição."

2 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns a todos professores e funcionários do administrativo que fizeram desse evento um marco na história de Itumbiara. Professor não é de ninguém. Assim como nos impõem deveres temos muitos direitos que não estão sendo cumpridos.
Valeu João Maria pelo apoio, contamos sempre com você!

Anônimo disse...

A continuidade dessa manifestação já foi previamente marcada! Já que eles não cumprem com a Lei e o professor está recebendo proporcionalmente, então, todos professores decidiram: se não cumprirem o estabelecido por Lei, vamos todos trabalhar proporcionalmente. Vamos dispensar os alunos mais cedo das escolas.

Arquivo do blog